Uma vitória para Donald Trump

Emanuel Macron passa pela fase mais difícil do seu mandato enquanto Presidente Francês, enfrenta protestos veementes e, no inicio, com razão de ser. Macron comete o mesmo erro de Merkel das portas abertas com um critério pouco selectivo. Não existem soluções perfeitas, o facto, é que temos de proteger a vida seja ela de uma criança, de uma mulher ou homens de qualquer religião. Nisso Portugal deu e continua a dar cartas, acolheu milhares de Portugueses vindos de África, sejam eles muçulmanos, católicos ou judeus, com sacrifício, mas trabalhou-se no meio de espinhos consideráveis. Não houve período de integração, só se for no clima, porque Portugal era mais que o País continental, Portugal era o somatório das suas ex-colónias onde as culturas eram harmonizadas ente si e todos se respeitam, sempre numa base de educação judaico-cristã, que influenciou o modo de ser de muçulmanos e ismaelitas, tornando hoje o nosso País no “Óasis” da boa convivência que temos.

A Europa tem outra tradição que nós não temos, até com o que se chama de Islão “moderado”, mas hoje a vaga migratória é diferente e mais complexa, os pressupostos de educação do Islão que ai vem são diferentes do nosso, não tem raízes judaico-cristãs e tem comportamentos erráticos nos direitos humanos gerais, especialmente o tratamento dos homens face ás mulheres entre outras visões mais ou menos da idade média que hoje no mundo ocidental não se usam, mas que uma certa concepção do Islão continua a adoptar. França tem parte desse Islão, nem todos são assim, é preciso sempre relativizar, mas o que existe é incómodo, corrói a nossa liberdade individual, crescemos com medo, fazemos as coisas com medo e não sabemos com o que contar.

França tem esta espada de fogo, e tem outra lança que não perfura o corpo porque tem empresas multinacionais fortes e capital.  Não obstante isto, a Economia Francesa está estagnada, no mandato do Sr.Hollande não houve reformas de maior e a fundo e, grande parte do ajustamento orçamental Francês foi feito pelo lado da receita, basicamente um dos pregos no vulcão Francês actualmente activo. A Economia Francesa não pode sustentar níveis de despesa pública que tem, dos maiores da Europa valores que se aproximam e rondam os absurdos 60% do PIB em gastos estatais, quando que até Portugal e outros Países do Sul tem valores bem abaixo. Sinal de inércia, sinal de contra reforma, ou resistência ás mesmas com os sindicatos a ajudarem na manutenção de um rumo certo ao precipício.

O caminho de Macron é estreito, dúbio e perigoso. Já se viu que não tem calo para liderar uma das maiores economias mundiais. Fez mal em ceder à pressão, coisa que Margaret Thatcher nunca fez e aqui em Portugal Pedro Passos Coelho segue a mesma linha de Thatcher, à excepção do recuo normal e saudável na TSU em 2012. Reformar a Economia Francesa exige um corte estrutural na despesa corrente do Estado Francês e isso implica sacrifícios, implica mais sindicatos na rua e contestação social. Desenganem-se aqueles que pensem que a reversão de aumento de um imposto sobre os combustíveis é um recuo natural, não, é táctico e vai exigir esforço orçamental para ajustar o sistema de compensações que é o ajustamento orçamental.

Se não pode existir aumento de impostos, corte-se despesa. Ai sim, Macron vai levar com uma verdadeira contestação em cima, muito pior que esta, pois mexe nas elites, nos lobbys e na máquina socialista da função pública. Aqui é que se vê a diferença entre líderes políticos e Estadistas e Macron neste momento é um líder político. Entretanto, quer se goste ou não, Donald Trump ri-se nos E.U.A pois a terceira guerra mundial não chegou, Kim Jong Un domesticado, acordos comerciais a serem feitos e a serem renegociados com a astúcia de sempre, uma Economia a crescer e desemprego em mínimos mas a precisar de atenções do lado orçamental. Sim, Trump faz-se de maluco e todos acreditam que é, mas lá no fundo são os outros que o são. Como sempre caem todos na teia de quem é a verdadeira raposa velha.

Mauro Oliveira Pires

Anúncios

Um comentário em “Uma vitória para Donald Trump

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s