Costa não quer luta contra a corrupção

14 comentários

Nunca as coisas foram tão claras como agora, ao tomarmos conhecimento que Costa não colocou na lista a apresentar junto do Presidente da República, o nome de Joana Marques Vidal para o cargo de PGR. E o mais incrível disto tudo é que ele nem sequer disfarça. Podia ter incluído o nome só para “inglês ver”. Mas não. O acto de omitir o nome é uma clara mensagem ao Presidente da sua intenção de não a ver renomeada. Clarinho como a água.

Assim, Costa declara que “não vê” qualquer mérito no trabalho de 6 anos da actual PGR.  É isso mesmo! Portanto, a brilhante “Operação Marquês” que pela primeira vez na história de Portugal coloca no banco dos réus políticos, banqueiros e  ex-governantes como José Sócrates, Ricardo Salgado e Armando Vara entre outros por fraude e branqueamento de capitais; a corajosa “Operação Fizz” contra ex-presidente angolano igualmente por corrupção; o megalómano “Processo Universo Espírito Santo” sobre o maior colapso financeiro registado em Portugal com ligações políticas nefastas para o erário público; e ainda a menos badalada “Operação O Negativo” de que já nem se fala, mas igualmente grave e que envolve o ex-presidente da Octopharma  e o ex-presidente do INEM, num esquema que envolvia a venda de plasma sanguíneo, lesando gravemente o Estado, não são currículo mais do que suficiente para reconduzir esta competentíssima profissional. Não senhor. É “currículo a mais” para o cargo que se deseja ser desempenhado por gente frouxa, “amiga do seu amigo”. Ao estilo daquele que safou Sócrates quando ele era ainda primeiro ministro. Percebem?

É preciso, portanto, chutá-la dali para fora por falta de “perfil adequado”. Porque para governos opacos que gostam de se mover em lodo, transparência, justiça e separação de poderes não interessa nem um pouco. Porque isso torna-se um obstáculo ao “safanço” dos amigos entalados na justiça  e que com uma “Joana Marques Vidal” no caminho, poderão ser uma ameaça, abrindo a boca, levando consigo outros para o banco dos réus assim que perderem a imunidade parlamentar. Estão a ver o problema? Assim,  Mulheres determinadas, isentas e sem qualquer hipótese de compadrio, não são desejadas no meio podre da máfia portuguesa, que ameaça todos de alguma forma, de tantos tentáculos que os ligam entre si.

O problema é que ao não reconduzir Joana Marques Vidal, Portugal perde credibilidade porque está a passar a imagem para o exterior, de que não privilegia o combate à corrupção, antes combate quem lhe faz frente de forma exemplar. Cá dentro passa a imagem de que não existe justiça igual para todos, nem separação de poderes mas sim, arranjos políticos tal como nos países do 3º mundo. É a desacreditação total de uma Nação que se diz democrática mas a toda a hora se comporta como numa ditadura.

O único que pode e deve salvar a honra deste país, é o Presidente da República com o poder de decisão que lhe cabe nestas circunstâncias, de acordo com a nossa Constituição. Será dele a última palavra. E dele, espera-se sentido de Estado que ponha ordem nesta bagunça. Falta saber se será essa a decisão, para dar continuidade a um trabalho louvável e irrepreensível ou se vai deixar que a política tome conta da justiça em Portugal.

Esperemos que a defesa pelos interesses da Nação e não outros, fale mais alto na hora de assinar.

 

Cristina Miranda

 

Via Blasfémias

Anúncios

14 comentários em “Costa não quer luta contra a corrupção”

  1. O António Costa nunca quis luta contra a corrupção, e conta toda a razão! Ele não poderia estar a dizer que seria pela tua contra a corrupção, estando ele metido nela até ás orelhas! Não esqueçamos que o único bom servidor dos socialistas, enquanto governos, foi o grande amigo do José Sócrates, a quem Costa foi, a correr, ao beirão, amigo do peito de José Sócrates, assim que teve conhecimento de que entre os acusados de “PEDÓFILIA” com alunos da Casa PIA , eram dois membros, não só do partido socialista, como ministros do seu governo! Ora isto foi, e continuará a ser um escândalo que nenhum português de boa memória ira esquecer neste 20 anos mais próximos. Recordo até, que depois de Costa ter ido ter com o PGR de então, foi logo de imediato tranquilizar quer o todo Poderoso, cuja esposa é a porta voz esganiçada, estilo varina, salvo o devido respeito pelas varinas, como porta voz do PS e da Geringonça, com prémio de consolação pelo afastamento periódico do Poderoso, a fim de minimizar o que jamais esquecerá aos portugueses. Essa influência levou a que todos os rapazes ouvidos falaram verdade, com algumas contradições pelo meio sobre todos os outros que foram acusados, com exclusão dos dois socialistas em que os jovens pura e simplesmente mentiram! Ficaram, por indignação e desmérito, os socialistas Poderoso e Ferro Forjado, postos de lado e não chegarem a ser erguidos! Do que os rapazes se haviam de lembrar, denunciar os causados, se os houveram, acho muito bem, agora meterem naquela trama gente de bem, honesta ou naquele? Mentir é sempre feio e perigoso, e para mais com ferro e o outro poderoso! Pois é, mas é isso que consta das gravações que foram tornadas públicas na altura adequada. Mas isto foi um escândalo nacional, tal como se passa hoje (e possivelmente amanhã) com a Igreja. Daí, o Costa, que é um homem com alguns princípios, nem todos positivos, mas como ninguém é perfeito (?) nunca saberemos o seu final nem o seu ponto de vista e gostasse mais de ser um homem, como PGR. Porque, amanhã, numa situação semelhante, poderia valer a mais alguém, porque parece que nos políticos isso se tornou moda, mas cada um/a faz aquilo que lhe mais apetecer e ele poderá ajudar com outra abertura de linguagem. E então ele em linguagem (indo-portuguesa) tipo Tino de Rás, é de pasmar e um expert! Quanto ao outro, velho, cansado e ferrugento, está na hora de ser mais um a continuar a explorar o povo, ao receber o seu subsidio vitalício, porque ele não tem as qualidades de Um Gen. Ramalho Eanes nem de um Dr. Passos Coelho, que de imediato rejeitaram tal tipo de subsidio. Agora as restantes ricas prendas que por lá andarão sem sabermos a fazer o quê, esse não nos tiram a pele só se não puderem. Estamos bem servidos e com a espectativa de virmos a ser uma segunda Venezuela, se o permitirmos e se os portugueses não souberem escolher bem nas próximas eleições. A avaliar pelas palavras daquele elemento do PODEMOS (Espanhol) temos já boa vizinhança. É lamentável que ele não se juntem uns aos outros e formem um Club de Swing, já faltou bem menos!

    Curtido por 1 pessoa

  2. O Presidente da República, é o Chefe Supremo da Nação. Tem a obrigação de fazer algo em defesa da Justiça. Não pode ser só um verbo de encher. Chegou a hora de mostrar o que vale. Esperemos que seja firme e exigente.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Duvido muito da isenção do beija-flor quanto à continuidade de JMV… então o amigo do peito, com quem passava férias no Brasil, deixava de ter proteção divina ? Claro que escolhido/a vai ser um amoldavel aos desígnios desta maralha corrupta, conivente e criminosa.

      Curtido por 1 pessoa

  3. Alguém tinha dúvidas quanto à solidariedade de Costa com os seus amigos-que seria de louvar se fossem pessoas honestas-. Como expert nestas situações nebulosas tais como Geringonça, Vara, Sócrates e quejandos , esperou pacientemente dando um ar até de total alheamento dos processos que pendiam sobre a camarilha e esperar o momento próprio para desferir o golpe. É triste mais uma vez estarmos sujeitos a estes medíocres que são os coveiros da nação.

    Curtido por 1 pessoa

  4. O(s) culpado(s) disto é de quem o pôs como primeiro ministro, sabendo de antemão o que a pessoa valia.
    Uma verdadeira democracia não é em Portugal. O que se passe em Portugal vai contra a constituição e assemelhasse cada vez mais a um regime fascista, onde o povo português não tem direito à palavra. E pura e simplesmente escandaloso de ver o que se passa no nosso pais dentro do século XXI.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Quem tem bons olhos está a ver muito bem o que se passa o problema é que não se pode fazer nada e quando se pode, nada se faz (eleições) Este governo nunca devia ter existido pois não ganhou eleições nenhumas o que ganhou foi a pouca vergonha de tudo fazer para mais cedo ou mais tarde arranjar maneira de salvar os amigos de todos os quadrantes… Política, justiça, bancos, futebol, etc. Portanto meus amigos vamos voltar ao antigo recente e vamos levar com tudo do mau e do pior….. O PR é comparsa do sistema o que quer é ser reconduzido, para esse não acaba a renovação,/continuidade…. Viva a porcaria, a corrupção, compradios, etc.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s