Não Comas a Sopa com o Garfo, Catarina!

Nenhum comentário

Como diria uma personagem portuguesa bastante genuína e sui generis:” A complexidade da vida faz nos mudar”. Não vamos discutir quanto do calor da Arábia Saudita pode mudar Jorge Jesus, mas, uma coisa é certa, Catarina Martins, o Bloco e o PS não mudam, podem cair os estendais das casas de Alfama, pode a Sagres acabar no Bairro Alto e a Super Bock se extinguir no Norte, mas estas três personagens com ar de desenho animado, diga-se que o pensamento de tais criaturas não tem aplicação nem no Mundo da Patrulha Pata, são três carrascos que atrasam o nosso desenvolvimento económico e até, imagine-se, espiritual(A Catarina com aquelas maquilhagem assusta qualquer alma sem preparação física)!

Além disso, é de elementar importância que as três personagens já referidas, tenham um tratamento hospitalar de qualidade, passo a explicar, num passado recente o Bloco ou a agremiação de esquerda popular da maconha, coloca o seu tom estridente de voz rumo a uma sociedade socialista, fechada, com nacionalizações em massa, tudo do Estado a favor do Estado, em resumo, o Bloco quer alimentar o bebé grande com um biberon cheio de leite que cujo líquido esbranquiçado provém do nosso esforço diário. O Bloco tem um discurso focalizado e assente na inveja, no preconceito e elitismos urbanos com tons de arrogância de quem governa(ou é fantoche), um País.

Mas claro, o conceito esquerdista de qualquer Nação é sempre esse! Faz o que eu digo, não faças o que eu faço, Catarina fala mal do Alojamento local, Catarina é descoberta com um Alojamento local(e com bolor, que feio menina!). Robles é contra despejos, Robles despeja inquilinos(salvo erro comerciantes), do seu ex-prédio vendido pelo preço que se sabe. Engraçado que tanto Catarina como Robles tem atitude de croquete urbano, da série vamos limitar a tua liberdade individual de ganhares dinheiro, mas nós podemos ganhar, vamos limitar a tua liberdade individual de fazer o que queres e o que bem entenderes, mas são mais capitalistas que o Papa.

O Bloco é uma manta de retalhos, nasceu louco e acabará louco. António Costa aproveitou-se colocou a comunicação social a trabalhar, atacou o bloco e descredibilizou a sua camarada que sustenta o seu governo, nada que Catarina não engula pelo poder e pela sua manutenção aumentando o grau de tachos governativos, mas Costa conseguiu finalmente a sua vingança contra o Bloco, o eleitorado urbano do Partido da maconha pode-se virar para o PS de vês, afinal, se votamos em trapaceiros porque não votar em outros? Aliás, estes sempre são crónicos vencedores e detentores da verdade e hegemonia do poder do avental em Portugal.

Mais uma vez Catarina, a pequena, quando se dá um passo maior que a perna, ficas a comer sopa, é complexo, mas comes, com garfo, é complexo, a vida também o é, só que a complexidade da vida é para adultos, não para protótipos de mentirosos.

Mauro Oliveira Pires

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s