Diz Me Com Quem Andas Catarina

Nenhum comentário

Tomem bem nota da seguinte lista:

Nicolas Maduro, Raul Castro, Fernando Rosas, Jerónimo de Sousa, Boaventura Sousa Santos, Francisco Louçã, Pacheco Pereira, Pedro Silva Pereira (o porta voz do 44), e Jorge Coelho.

Eis a lista das eminências, que já vieram a terreiro, rasgar as suas vestes em defesa de Lula da Silva, contra a condenação e contra a ordem de prisão que lhe foi dada.

Mas, curiosamente, ou não, só conhecem o processo pelos jornais, nenhum coloca as mãos no fogo, e nas suas intervenções, todos eles se limitam de forma intencional e por estratégia, a fazer malabarismos e a lançar confusão, entre aquilo que é o julgamento de um político, com um “julgamento político”. Tão conveniente.

Todos estes digníssimos, desde Castro a Maduro, passando pelo Rosas e terminando no Jerónimo e no Louçã, como é sabido, apresentam imaculados currículos na defesa de regimes com os mais altos valores e padrões da democracia, da liberdade, da justiça, do Estado de Direito, e da Independência dos Tribunais, emitiram a sua sentença: a justiça brasileira e todos os juízes de 4 tribunais diferentes, é que devem ser condenados.

Quanto a Lula, os juízes justiceiros, Boaventuras Rosas, Louçãs e demais colectivo de eminências pardas do regime, decretaram, óbviamente, a sua inocência.

Sim, o processo de Lula foi já apreciado, julgado e condenado em 4 tribunais de 4 instâncias diferentes. Mas, sabemos agora, pela sentença lavrada por tão doutas figuras acima mencionadas, que Lula foi, erradamente condenado em todos eles. Mais uma cabala, por certo.

Assim sendo, a questão que se coloca é claramente em quem vamos então confiar?

Vamos confiar num acórdão resultante de um processo elaborado por centenas de investigadores, dezenas de juízes e delegados do MP, em milhares de páginas de relatos, depoimentos, provas documentais, provas testemunhais, em 4 tribunais, de diferentes instâncias, composto por mais de duas dezenas de juízes, num sistema judicial assente no Estado de Direito, e na separação de poderes?

Ou vamos confiar no “acórdão” sentenciado pelo colectivo de supra sumo juízes constituido pelo Nicolas Maduro, Raul Castro, Fernando Rosas, Jerónimo de Sousa, Boaventura Sousa Santos, Francisco Louçã, Pacheco Pereira, Pedro Silva Pereira (o porta voz do 44), e o Jorge Coelho? Estes sim, gente de elevado carácter, insuspeitos, portadores de enormes padrões éticos, morais, acéticos, independentes.

Agora, já só falta aparecer em defesa de Lula, o Kim da Koreia o Daniel Oliveira, e o Pedro Marques Lopes, e fica completo o douto e emérito colectivo de testemunhas, e simultâneamente juízes da causa.

Quanto à Katarina e ao Galamba, desde que meteram na cabeça que querem ser ministros no próximo governo, deixaram-se destas andanças. Mas confesso, que com muita pena minha, pois perderam alguma da sua graça, e deixamos de ter tanta matéria de diversão.

Quando o melhor que um arguido consegue arregimentar em sua defesa, é um grupo constituído por espécimes deste calibre, não é de todo, algo que possa abonar a seu favor. Pelo contrário, acho que só vem ajudar a confirmar a sua culpa e condenação.

Curiosamente, e com toda a certeza, fruto de mera coincidência, o colectivo de eminências que decretam a inocência de Lula, é composto exactamente pelos mesmos espécimes, que tb já decretaram a inocência de Sócrates. Repito, claramente e absolutamente por mera coincidência.

E quem só consegue apresentar amigos destes, como diz o povo, e bem: “diz-me com quem andas, e eu te direi quem és”!

Pobre do Lula. E do Sócrates também.

Rui Mendes Ferreira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s