Passos Coelho, um Homem do tamanho do seu Sonho

2 comentários

A prática é o critério da verdade, já dizia o Comunista Lenine, em condições normais tal afirmação tem probabilidades de estar 100% correcta, desde que no horizonte não apareçam cenários alternativos com Vacas Voadoras pelo meio. Falar de Passos Coelho em Portugal seja em artigo, na rua, no canto dos cafés, no Shopping ou até num restaurante com tons vocais mais elevados devidos aos efeitos colaterais do vinho verde, é quase que um crime.

Para a esquerda, é crime de indulgência, um crime humanitário, é como se falássemos de algum extraterrestre com armas que pudessem aniquilar a humanidade, Jerónimo salta, fica nervoso, começa com calores por todos os cantos das suas rugas do tempo. Catarina, essa, eleva o tom de voz de um comum mortal ao divino da parolice, depois, lá se acalma, especialmente quando olha para o seu coadjuvante António Costa, que, com  ódio e escárnio nos olhos, olha para Passos Coelho como o pior inimigo do regime, do seu regime, aquele regime quase divino de Partido único, em que só o PS tem o direito a governar, a distribuir as benesses pelas clientelas, em alimentar o seu gado nas empresas dos amigos.

É isto que da esquerda à direita lhes faz ter medo e, pouco a pouco, faz aumentar a hombridade e responsabilidade de gostar e de conhecer melhor as qualidades de Passos Coelho, não basta ser corajoso, valente, ter espírito de sacrifício, ser vertical, é necessário ter o dom de ser ele próprio, de ser o Pedro, alguém que por mais que tenha todos os defeitos que lhe apontam, e tem, quem não os tem, teve a eterna capacidade de colar o que muitos achavam impossível de colar, o PS à extrema esquerda, o de hoje, confundirmos o PS com o PCP, aquele Partido que em tempos ajudou Portugal ser mais Europeu e que até reformou, hoje, é um grande pedaço de cacos com um Ego e  bazófia à mistura do seu líder incontroláveis.

O simples facto de Passos Coelho sair da liderança do PSD não é só um ciclo político que acaba agora, atenção, os ciclos tem essa capacidade, crescem, tem o seu auge, declinam mas em geral nunca morrem, em excepção quando a pessoa fisicamente e mentalmente morre claro. A saída de Passos é a vitória do Socialismo Democrata, vulgo Social Democracia, que cujo prazo terminou nos anos 90, o PSD tem que ter a capacidade de ter um rumo, uma linha e não vejo Rio a ser o Liberal que o PSD precisa, pelo contrário. Se é a vitória do Socialismo Democrático, é a derrota da humildade, a derrota de um País que luta todos os dias, longe dos holofotes erráticos de Lisboa para sobreviver, sim sobreviver, ao Monstro Estado.

A Saída de Passos Coelho é a derrota da DIGNIDADE. É a minha opinião, vale o que vale, mas sinceramente dela não abdico.

Um dia todos vão conceder a Passos o cálice da vitória, só pelo simples facto que afinal, ele tinha razão. O diabo não chegou, governa.

Mauro Oliveira Pires

 

Anúncios

2 comentários em “Passos Coelho, um Homem do tamanho do seu Sonho”

  1. Nao faço parte de algum partido , mas tenho muita ademiracao por Passos Coelho , na minha opinião é um dos poucos políticos com honra de ser português . Tentou por Portugal à frente de si próprio e e pena que não o tenham compreendido e um dia não muito longincuo todos vamos pagar , pela ganância de muitos que que não gostaram das suas políticas , o mal que fez fui não compreender o mais pobre , mas fui o bom reformado que o destruiu , toque nas sangue sugas e isso faz sangue , as boas reformas e pensões da esquerda à direita fui que destruiu Passos .

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s