José Sócrates, o Maior Caga Tacos da História de Portugal

um comentário

Sócrates e Galamba são duas personagens indissociáveis uma da outra. Um, é a formação dos pés à cabeça do que é um verdadeiro sociopata, reparem que o exercício de chamar sociopata a alguém requer evidências óbvias, que especialmente estejam à frente do nosso nariz. Derrepente o caro leitor começa a matutar, olha para um livro e uma personagem transfigurada aparece, é o Carlos Silva, amicíssimo dos milhões de Sócrates que fez o eterno favor de comprar os livros ao amigo, é que a excelência de Sócrates não podia ser comprada por comuns mortais, mas por algo superior, divino, alguém que fosse amigo do Rei Sol, amicíssimo até, que escolhia subsidiar um amigo em vês de aforrar para o futuro dos filhos ou da mulher, Carlos Santos Silva é um amigo fantástico, e Sócrates deve ser o melhor do mundo na área das amizades por charadas.

Galamba, é um egocêntrico da malapata. Diz-se que Costa lhe prometeu cargo do governo(Vem cá bobby…), tendo de seguida deitado ao lixo tais declarações normais de António Costa, fala para o vento, Jorge Jesus tem razão os ventos laterais vindos de Nordeste acumulam sedimentos nucleares nas gadelhas alheias, de seguida os ouvidos são tapados, não culpem o Costa, ele não sabe o que faz. Com o desespero natural de uma recusa singela, reparem, um verdade de António Costa hoje equivale a um campeonato do Moreirense amanhã, então podemos dar uma bênção ao nosso amigo Galamba por tanta revolta macro nervosa, com picos nervosos provocados por calinadas micro Costistas.

Ambos representam na política portuguesa o que de pior se produz por cá nas jotas, miúdos com sede de poder, egocêntricos em excesso, purgas,  não percebendo, no final, efectivamente o País onde estão. Sócrates e Galamba são os filhos da corte de Lisboa, dos aventais, do poder pelo poder, não o poder para melhorar o longo prazo da sociedade, é para melhorar o longo prazo das suas vidas que, pelo que se vê, é miserável. Quando se produz um livro, temos que deixar o mercado actuar, pode gostar ou não, esta falta de confiança de Sócrates em si mesmo revela o ponto fraco do “animal feroz” que tanto medo meteu na política nacional, por fora é capaz de insultar tudo e todos como se tivesse mega autoconfiança, mas por dentro está destruído.

Destruído porque sabe o que fez, as gerações que hipotecou, a dívida pública brutal que deixou, as finanças do Estado a só terem capacidade de pagar aos seus a 1 mês somente no máximo, Hospitais a semanas de ficarem sem medicamentos por falta de pagamento e ruptura. Foi este o País que Sócrates e Galamba deixaram, sim, Galamba, esta apoiou o mestre até ao fim, apoiou a austeridade de Sócrates até ao tutano, não disse nada, não bufou, simplesmente engoliu, porque, se lançado para o Mundo real, o discípulo de Sócrates só arranja emprego não trabalho. Galamba abanou a cabeça a todos e no fim não leva nada, olha que pena.

Última nota, as aparições fantasmagóricas de Sócrates quase que trimestralmente, para dar prova de vida, é sinal de cadáver podre, enterrem de vês o caso do maior sociopata da história de Portugal, a caixa dos pregos já está cheia de larvas. Cada vez que fala o seu caixão dirige-se para o inferno, mais fundo e mais fundo, não é que ele não goste, é que Sócrates quer arrastar consigo alguém, mas não é o País, é António Costa e este sabe disso.

Mauro Oliveira Pires

Anúncios

1 comentário em “José Sócrates, o Maior Caga Tacos da História de Portugal”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s