E tudo Trump Levou

Nenhum comentário

Donald, filho de Fred Trump, e este filho de alemães emigrados nos EUA. A família de Trump queria o sonho Americano, queria um local onde poderia assentar, ser feliz e tirar rendimento do seu esforço pessoal e viver com dignidade. Enriqueceram, Fred teve Trump. Mais tarde, Fred concedeu a Donald 1 milhão de dólares para este construir o seu futuro, ou melhor, tentar construir. A simples prática da entrega de uma quantia avultada de dinheiro podia ser um peso para o Jovem Donald, não foi. Já de cedo se via a ambição, a coragem, a vontade criativa de desmontar o complexo. Donald Trump sempre foi o “fora da caixa”, o “irreverente”, o “egocêntrico” desde sempre, mas quando sabes que és bom neste Mundo mesquinho e tens qualidades e as queres demonstrar aos olhos dos outros, a chacina é sempre a ode das más línguas trapaçeiras.

Com 1 milhão de dólares na mão, Donald podia fazer como os outros miúdos de Manhattan oriundos das famílias mais abastadas, ou seja, ser arrogante. O ser arrogante dos aristocratas mais jovens era viver do dinheiro alheio e ficar à sombra desse mesmo dinheiro, Donald queria muito mais, e foi à procura do seu sucesso. Tal como o Pai Fred, Trump investiu no Imobiliário, Donald tinha jeito para a coisa. Olhou para Manhattan como ninguém tinha visto, era um bairro como os outros, mas Trump via potencial. Construiu, enriqueceu e nos anos 80 já era dos Homens mais ricos do Mundo. Como todo e qualquer empresário, fez más escolhas, mas, lá está, quem não fica no sofá arrisca e pode perder ou ganhar, Trump perdeu e ganhou como qualquer empreendedor, foi à falência e reergueu-se à Donald, passando por cima de todos como um tractor.

Disciplinado, demais até no trabalho, mania das grandezas, dizem, narciso, dizem outros, corajoso e criativo, dizem os que sussurram, Trump é isto e muito mais, é um Self made Men, um Homem com energia e com espírito Americano. Mas, há uma coisa que os democratas Globalistas não perdoam, não fez carreira a parasitar os outros, não precisou da política para chegar onde chegou, claro que teve conexões, por exemplo com o Mayor de Nova Iorque, não se davam bem, mas entendiam-se no essencial, especialmente para ter vantagens fiscais, aproveitava-se das falhas do sistema e fazia bem. Trump renovou Nova Iorque, deu lhe estilo e vigor, os políticos de cartilha tem medo, muito, receiam que o Homem que não tem a maçonaria por de trás acabe com o ninho de influências e de teatro mal feito que tanto democratas como republicanos faziam no passado e fazem no presente.

Trump é um remédio “feio” necessário ao vírus “bonito” do establisment. Trump é estritamente necessário para acabar com a classe política vigente e criar outra nova, uma classe que tem que ter como base o mérito, os melhores, não os do Partido escolhidos a dedo, ou por favores, ou ainda retirados e formatados das juventudes Partidárias como de fornadas fossem. A comunicação social quer lhe na rua, os líderes Mundiais que servem o politicamente correcto querem no na rua, a fantochada que se tornou o planeta terra quer Trump na rua, mais um motivo para se gostar dele. Trump não é carneiro.

A Clinton News Network(CNN) entre outra comunicação social de cartilha tem que se esforçar mais, a sua reeleição está à porta! Obrigado Donald!

Mauro Oliveira Pires

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s