Quem ganhou as eleições no PSD foi António Costa

6 comentários

Esta era a eleição mais difícil para o PSD desde a morte de Sá Carneiro. Difícil porque o PSD tem que substituir o que é, neste momento, nesta conjuntura, momentaneamente bastante áspero e doloroso de fazer esquecer. A liderança de Passos Coelho teve percalços nestes últimos 8 anos, mas, afinal, quem não erra? Os grandes líderes definem-se pela sua capacidade de terem e usarem a sua espinha dorsal em momentos complicados para a sua vida pessoal e para o próprio organização/País que lideram. Passos foi isto tudo e muito mais, conseguiu ser o que o PSD precisava, um Liberal pragmático, por mais que diga que não o seja, Passos tem um projecto para o País que não conseguiu terminar, nem muito menos está a metade e que, por fruto das circunstâncias da Caravela da República estar a afundar dia para dia teve que fazer a fascina da casa primeiro.

Passos desde 2014 que confiava na sua eleição, o País crescia, ainda que devagar, o desemprego caia, as contas estavam em dia e  Portugal tinha outra dinâmica, Salgado caía devido à sua recusa em ajudar Oligarcas que dependiam de favores políticos para fazer crescer o seu império com pés de barro. Aliás, esta foi a maior reforma estrutural de Pedro Passos, as conexões entre o que é o Estado das Clientelas e os Oligarcas do regime, aqueles que dependem dos outros para enriquecer e dos favores dos políticos de Lisboa, estava à beira do colapso. Aqueles que durante tantos anos estavam habituados ao normal do saquem sentiram-se ameaçados pelo Homem que nasceu no Norte e não pertence às cortes de Lisboa, não tem hábitos de mafarrico, não vai para Palma de Maiorca, não vai para Paris, não vive em Palacetes em Sintra.

Este é o defeito de Passos Coelho aos olhos dos poderosos aqui do burgo: É ele mesmo, sem tirar nem por, não gosto do hábito Português do “amigo”, dos “favores”, “arranja aí”, “fala lá com tal…”. É o furacão silencioso que é um político Europeu normal, normalíssimo até, mas que em Portugal é novidade, porque tamanho País outrora poderoso, está coberto de cinzas de hipocrisia de Políticos que nem para limpar escadas servem e que se aproveitam da ignorância alheia. Passos não é perfeito, mas é maior que eles todos à direita e à esquerda, como disse um dia Maria João Avillez no Observador, ao lado de Passos todos são anões. Esse é o problema, se um só é bom e o resto é medíocre temos um cancro democrático bem grave para resolver.

Quem sucede a Passos é Rio, Homem excelente em contas, controlador, austero, óptimo para Ministro das finanças, educação alemã. Mas Rio tem um problema, com todo o PSD, é um Homem que por fora transmite uma coisa e por dentro é outra, Rio é de esquerda, não é por acaso que António Costa estava à espera do mesmo para que, ainda este ano, possa provocar eleições antecipadas na altura certa, porque, afinal, não se sabe se o País daqui a um ano está no charco cheio de lama de dívidas. Ser uma alternativa à frente de esquerda, como ele o diz, não chega, tem que marcar posição com um plano reformador, tem que falar com independentes e com o CDS para formar uma nova AD capaz de mobilizar os Portugueses que não se aprovam o socialismo de esquerda e de direita.

Rio é Homem para isso? Talvez. É político para isso? Não! Agora António Costa pode dançar entre a esquerda e a direita ao seu bel prazer. Costa tem tudo. A comunicação social na mão. A Coroa de partido do regime e que é seu dono. A única coisa capaz de parar António Costa é Marcelo Rebelo de Sousa e uma crise económica, que está a chegar, que fará Costa cortar onde deve. Mas aí veremos se temos um Primeiro-Ministro, porque Costa em dificuldades não poderá esconder-se por detrás de Van Dunem, ou de qualquer outro Ministro e nem poderá ir de férias para Palma de Maiorca, terá de ser Primeiro Ministro uma vez na vida. Mas isso é pedir demais.

Se Rio conseguir, volto aqui a pedir desculpa e a felicitar. Mas não me parece o caso. Veremos.  Até 2020 Pedro Passos Coelho.

Mauro Oliveira Pires

Anúncios

6 comentários em “Quem ganhou as eleições no PSD foi António Costa”

  1. Comparo estes comentarios aqueles treinadores de bancada que sabem tudo mas so em teoria, ou entao foram a uma qualquer Maia para lhes ler o que diziam as cartas

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s