Os militantes do PSD tem que escolher entre PS+D e PPD

Nenhum comentário

Em Janeiro de 2017 Pedro Nuno Santos, o famoso vibrador de pernas dos Banqueiros Alemães, dizia em tom profético o seguinte:” O PS nunca mais vai precisar da direita para Governar“. Em Outubro de 2017, o líder supremo das esquerdas unidas, o António, deu à Costa com a seguinte declaração mais profética que a do seu Ministro, passando por cima de rompante, engraçado, depois de Passos Coelho ter dito que não se recandidatava, o António diria o seguinte:” O PSD possa gerir a sua situação interna e que daí possa sair uma liderança que se reconcilie com os portugueses e que seja capaz de diálogo e consenso. E não um PSD azedo e zangado com os portugueses“. Esta frase contêm charadas interessantes dignas de António Costa, quando o António não quer falar o que bem sabe, pede ao Costa que fale por calinadas, segundo o Reino dos Deuses é “prelenamente” necessário que tal aconteça para que os comuns mortais não saibam o que o líder supremo diga.

O plano do António, até agora, correu razoavelmente bem, vejamos, tirou o poder a quem o ganhou com esforço, segundo, a Comissão Europeia salva António Costa ameaçando Centeno com sanções e este aumenta impostos indirectos e corta despesa pública, Centeno e Costa rezam a mãos juntas que resulte, isto resultou melhor do que se esperava porque a conjuntura internacional melhorou significativamente e os empresários verificaram que Costa é um cordeiro pragmático, isto passou do precipício, lá muito perto, para 10 cm a menos, continua à beira, mas nada de choros camaradas, o melhor está para vir.

De repente tudo vai bem, Costa era Rei e senhor, os serviços públicos como de sumo de laranja fossem, estavam( continuam a estar), bem espremidos até ao tutano. O orçamento da protecção civil estava a níveis inferiores aos de Passos Coelho, bombeiros a andarem de comboio para os locais de incêndio, Costa não assume a culpa, esconde-se atrás de um eucalipto, a culpa era dele, estava inerte na seu cheiro a queimado, Costa era só o verificador de lenha. Primeiro calhau no trajecto do Primeiro…Minúsculo. O plano de usurpar o poder, isto ia crescendo, aproveitar-se dos seus coadjuvantes PCP e BE e derrepente roer a corda e ganhar eleições estava em risco… Costa precisava de uma bóia.

A bóia, está na sua frase sobre o PSD:” (…)  e que daí possa sair uma liderança que se reconcilie com os portugueses e que seja capaz de diálogo e consenso(..)”, para bom entendedor meia palavra basta, há que ter muleta, alguém que se apresente no PSD como um cordeiro por fora, esquerdista por dentro, tal como um melão torto, o PEV sabe do que falo. Santana não é o paraíso nem alguém que entusiasme, muito menos é Rui Rio. Rio diz que quer o PSD  mais à esquerda, se os militantes do PSD querem um PS+D o problema é deles, quem vota pensará, se  temos um PS verdadeiro e um PS falso, vamos ao verdadeiro, é isto que Rio apresenta, não basta ser bom em contas, que o é, também é necessário querer um partido diferente do establishment e Rio quer ser o mesmo que os outros, Socialista.

Povo Português, quereis votar em Socialismo de Foice, Socialismo de Marijuana, Socialismo Rosa, Socialismo Democrata e Socialismo Beato? Pois, mas é o que temos, e é isto que o PSD não devia ser, mais um elemento socialista, que Rio quer, no meio de outros tantos.

Mauro Oliveira Pires

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s