Quem comeu as Gambas foi Passos Coelho

Nenhum comentário

A Raríssimas é só mais um de muitos escândalos de um País pérfido e a cair aos bocados a nível moral e económico.  Um País respeitável com uma economia de mercado meramente desenvolvida, tem Instituições Privadas de Solidariedade Social(IPSS) que se guiam por recursos próprios  provenientes das quotas que recebe dos agentes privados e até pode receber valores monetários do Estado mas, prezados, usarem o nosso dinheiro, repito, o dinheiro do nosso bolso para pagar viagens, um carro de luxo, comida de alto calibre e vestidos pomposos da “Presidenta” da Raríssimas Paulo Brito Costa não é caridade, é roubo descarado à frente dos nossos olhos, pois Vieira da Silva aprovou as contas da Raríssimas, sabia das irregularidades, a sua mulher viajou com a Presidente da Instituição com o nosso dinheiro, a Senhor deputada “Fertuzinhos” que parecem mais furtos de lógica socialista.

Vieira da Silva se sabia disto tudo, dizia e demitia-se não fazia de cordeiro mal morto a dizer que não sabe de nada. Aliás, sabendo do caso, a Segurança Social quadruplicou o financiamento à Raríssimas, de facto, os vestidos da Sra.Dna Paula são très chique, a Geringonça dos pobrezinhos afinal enriquece os seus, da sua manada, o seu rebanho da mediocridade. A hipocrisia socialista é isto, é praticares os piores furtos e continuares a ter carta branca para continuar a fazer, simplesmente porque a vacina de calmantes que este governo deu às suas clientelas acalmam tais criaturas e o privado tem que continuar a produzir para dar de comer aos de sempre. O povo português não tem feitio de protesto, ou melhor, tem mas 40 anos de ditadura a dizer que somos coitadinhos mais 40 anos de socialismo de Abril a afirmar que podíamos ser ricos sem produzir queimaram as esperanças de um povo valente e que emigra para fugir ao festim medíocre de um gangue que assaltou o País e não quer sair de lá, o Socialismo de Estado.

Mas, o pior, é que os sintomas da queda da 3ª República estão todos aí, podridão moral de um Governo que cujo Primeiro-Ministro não foi eleito por sufrágio universal e logo não detêm o poder ético para o exercer mas sim em termos constitucionais. Temos um Primeiro-Ministro que elege ministros Socráticos, raposas, da velha guarda da bancarrota, de facto, elementos do tão esperado tempo novo que António Costa quer impor ao País: O tempo em que o PS é dono e senhor absoluto do regime sem pedir autorização a terceiros, o tempo em que António Costa fala com todos e casa com todos, o tempo em que todos lhe são sabujos pois ele mesmo representa as velhas elites de Lisboa que só querem o orçamento e estagnar o País, para que estes pensem que o exterior é que tem culpa das farpas negativas que são, sim, internas de um Primeiro-Ministro totalmente táctico, frio e egocêntrico.

A Raríssimas é mais uma machadada no Portugal de Abril que efectivamente não se cumpriu, porque os Portugueses não são livres, são escravos do socialismo de esquerda e de direita que os querem pobres e ingénuos para continuar o processo de destruição em curso. Se nem a Catarina e Jerónimo protegem as crianças que estavam a cargo da Raríssimas, pois esta tem destino incerto, devido a irregularidades de uma mulher sem escrúpulos e de um Ministro que lhe aprovou contas e não sabia nada, então estamos perdidos, porque os grandes Camaradas já não tem força, já não gritam, já não berram, estão incurralados na teia de António Costa onde ele próprio cairá.

No final de tudo, quem comeu as Gambas não foi a Paula, foi Passos Coelho, se calhar o senhor deputado João Galamba deve ter essa opinião…

Mauro Oliveira Pires

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s