A Linha Justa

Nenhum comentário

Ser ou não a favor da “luta” contra as “alterações climáticas”, previamente conhecidas por “aquecimento global”, constitui a demarcação entre a Linha Justa (a Linha do Partido) e a Linha Negra, ou, noutros termos, entre a Comunidade dos Crentes e a dos Heréticos / Negacionistas.

Como sabeis, a Linha Justa defende que todo e qualquer fenómeno meteorológico é consequência directa das sobreditas “alterações” – se chove muitíssimo, muito, pouco ou nada; se há calmaria, brisa, ventania ou tornado proveniente dos diferentes quadrantes/octantes; se a temperatura do ar está muito fria, fria, tépida, quente ou muito quente; se neva muito, pouco ou nada; se há ou não ondulação marítima, caso em que poderá ser fraca, moderada, forte, tempestuosa, declinadas nas diferentes direcções; o mesmo se diga relativamente à amplitude das marés, e da altura mínima e máxima do mar; da deposição ou desaparecimento das areias nas praias; da quantidade de detritos que os rios transportam até à sua foz, etc. Do que precede decorre que, provavelmente, já não haverá nenhuma (in)acção humana que não seja afectada, negativamente, já se vê, pelas pervasivas “alterações”. Assim sendo, e sob pena de, já em 2600, a temperatura ambiente da Terra passar a ser igual à que hoje ocorre em Vénus (Stephen Hawking dixit), o caso para agir já, e talvez já seja tarde, não carece de mais explicações. Pensam que estou a brincar? Ouçam o governo! Dos incêndios à seca, ao desassoreamento e aos afogamentos, tanto no mar como nos rios e barragens, à legionella e às salmonelas e demais bactérias e vírus, à imigração e à emigração, à energia e aos transportes, à economia digital das Web Summits mas também ao artesanato, ao bem-estar das famílias, dos níveis de testosterona à densidade espermatozóica, e, consequentemente, à (in)felicidade e ao (des)amor tudo passa pela mesma luta, a Linha Justa. Como é que ela (luta) se concretiza na prática? Pela épica e permanentemente túrgida erecção de uma Nova Economia e paralela destruição da Velha Economia. Afinal, não foi por não ter participado na II Guerra Mundial que Portugal passou ao lado do grandioso processo de destruição criativa a ela associado condenando-se assim a décadas de obscurantismo?

E escusam alguns de se acolher numa espécie de DMZ (zona desmilitarizada, na sigla inglesa), que constituiria a guarida dos agnósticos das “alterações climáticas”. Não! Quando chegar a altura, e ela está bem próxima, terão que tomar uma posição: ou aderem à Linha Justa ou serão escorraçados para os Heréticos que, calculem!, ainda defendem que a Terra é plana! Não haverá Terceira Via! Aos Negacionistas já pouco falta para embarcarem nos vagões que os transportarão até aos campos de reeducação, onde se prevê a existência de 4 níveis de doutrinação, que constituirão uma Nova (mas derradeira) Oportunidade. O 4º, também conhecido por Gold, estará reservado para os mais impenitentes que passaram a vida em actividades de proselitismo negacionista. Embora o programa esteja ainda a ser preparado, sabe-se todavia que uma fonte importante de inspiração será um filme do tempo do Arrefecimento Global – a “Laranja Mecânica”.

Portanto, meus amigos, isto é simples: 1) ou pagam e não bufam, hoje, amanhã e depois, ou, 2) param um bocadinho para pensar e rejeitam a nova religião secular com que, argutamente, os mesmos de sempre – os globalistas – pretendem substituir a muito enfraquecida bandeira do comunismo / socialismo, agora numa mistura de “ismos” – gramscismo, ambientalismo, feminismo, gayzismo, etc. – sob a qual visam reinar sem oposição. As “alterações climáticas” são a arma mais poderosa que hoje dispõem mas, para usar uma imagem de Mao, não passam de um tigre de papel, e irão desmoronar-se como um castelo de cartas tal como sucedeu com o comunismo soviético. Não podemos é esperar tantos anos sob pena da imposição de novas grilhetas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s