Os amigos do peito do Costa

2 comentários

Em Portugal, quer se goste ou não dos dois Partidos seguintes, o PS e o PSD, para mim, neste momento, dois Partidos Socialistas, uns mais outro menos, mas a diferença que se nota mais entre os dois é a seguinte: Um, o PS, não é democrático a nível interno. O outro, o PSD, é totalmente democrático, plural e de gritaria Catarinica contra a liderança. No PS não se pode criticar o líder, pelo menos em tempos de bonança, em tempos de crise são “devidamente calados”, pela mão invisível do seu querido GRANDE líder Partidário. Quanto existe, à direita, algum distúrbio ético como aconteceu com Miguel Macedo no Governo de Passos Coelho, ou Miguel Relvas o escândalo é total! Fala-se durante meses a fio, pode-se gozar, os jornais fazem a festa, e mais! Pressionam a saída!

Com o partido do regime, vulgo PS, nada acontece, a não ser que seja tão mas tão vergonhoso, como foi com a Ex- MAI Constança Urbano de Sousa, que a comunicação social faz já eco, mas mesmo assim é fogo de palha. O PS, tal como o seu pomposo líder Costa, é inimputável de tudo o que acontece neste pobre País. Num País normal, olhai que a Grécia passou por pior que nós, o PS Grego, PASOK, quase que desapareceu do mapa, porquê? Porque foi um dos principais responsáveis da Pré-Bancarrota da Grécia. Em Portugal? O PS perdeu as eleições sim senhor, mesmo com todo o Lero Lero populista, algo inédito e de louvar para Passos Coelho, que contra tudo, defendeu o País, por mais que tenha cometido erros, no lugar dele não faria melhor, as circunstâncias de se governar num País minado em todas as frentes, quer comunicação social, quer Tribunal Constitucional e todo o conjunto de corporações que defendem o Partido do Estado, é um trabalho de Gigante governar o País à Beira mar queimado.

As corporações do regime, sabemos a força das mesmas em Portugal, querem tudo, comem tudo, é a esta a expressão infelizmente, o que fica para o pequeno empresário são os pagamentos especiais por conta, a conta da energia eléctrica das mais elevadas, taxas de IRC e taxinhas remanescentes tudo a complicar a vida a quem cria riqueza, para quê? Para alimentar os mesmos de sempre. Se este Governo Governa as corporações com jogos de equilíbrio de geometria variável,  Desgoverna o País, não pensa no futuro, Costa pensa em si e nos seus. Quem são os seus? São os seus amigalhaços do peito! O Expresso, finalmente notícias de jeito, escreveu que um dos opositores do Imperador Costa, António Galamba, não se assustem com o Apelido, acusou Costa e do seu amigo Lacerda Machado de misturarem a política e os negócios, passo a citar tal criatura:

Ao Expresso, Galamba explica que Diogo Lacerda Machado foi nomeado pelo Governo de José Sócrates, quando António Costa era ministro da Administração Interna, para júri do concurso internacional que escolheu os helicópteros de combate a incêndios Kamov e representou (através do escritório de advogados que integra) a empresa Motorola, cujos aparelhos foram comprados por Costa para o SIRESP.

“Não há opacidade má de direita e opacidade boa de esquerda. Há falta de transparência, de rigor, na gestão da coisa pública, e a expectativa de que os portugueses possam ser tomados por parvo, pro bono ou por 2 mil euros brutos”, escreveu Galamba no artigo intitulado de “Temos paquiderme na loja”.

Segundo Galamba, o “amigo de Costa” fez parte desta negociação e da compra dos helicópteros Kamov. “Era bom que o alegado novo tempo trouxesse mais transparência e mais escrutínio popular”, defendeu ainda o socialista no artigo de opinião, acrescentando que “o primeiro-ministro defendeu um novo patamar de referência para futuro. Certamente tudo será diferente, transparente e sem ziguezagues em função da salvaguarda da manutenção do poder pessoal”.

Camaradas, o doutor Costa goza connosco, gozou com o Presidente Marcelo e levou a chicotada que todos vimos. Hoje Costa é uma quimera isolada no seu pedestal usurpado. Doutor Costa, seja humilde, fique mais uns tempos no seu lugar de Primeiro-Minúsculo, agradecemos a sua total entrega ao País por querer limpar o que vai sujar, ou que está a sujar, ou que já sujou. É a mesma coisa.

Mauro Pires

Anúncios

2 comentários em “Os amigos do peito do Costa”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s