Um Ferro míope

5 comentários

Acho que, no geral, o povo português não morre de amores pelo actual Presidente da Assembleia da República, e segunda figura do nosso Estado, Eduardo Ferro Rodrigues. Aliás, tamanha figura que já foi envolvida em casos judiciais, Casa Pia dixit, não nos devia representar enquanto 2ª figura Constitucional do Estado Português. É eticamente e moralmente errado, eticamente porque a ética é algo geral, não individual, um político envolvido em casos judiciais e com a história que tem no Partido em que está não merece muita credibilidade, se calhar, num País a sério não estava na vida política activa mas é o que temos. Ou seja, em termos éticos para a nova geração de políticos não é nenhuma referência em nenhum sentido.

Portugal prefere Ferro Rodrigues, Isaltino Morais e José Sócrates a outros, é uma opção, nada ética, mas é  a democracia. Sócrates foi reeleito em 2009 com uma votação perto a que Passos Coelho, enquanto partido isolado às eleições de 2011, teve. Depois de várias suspeitas que o ex-Primeiro-Ministro era um homem perigoso, mesmo assim grande parte do povo português lhe concedeu lhe  novo mandato.  Isaltino a mesma coisa, condenado por branqueamento de capitais, o autarca de Oeiras foi reeleito após uma estadia na prisão. Qual o argumento popular? Fez muito por Oeiras, fez obra. Pois fez, a grande obra de Sócrates foi a bancarrota de 2011 e isso não lhe impediu de ir para Paris gozar com a nossa cara.

O País roda em torno destas “personagens”. Esta é a imagem do País político amorfo, não do País real, o País real mudou, está mais dinâmico, aberto à iniciativa, mais pragmático, assume mais o risco, já não fica à espera do Pai Estado. Essa foi a grande reforma estrutural de 2011, mas que certos “políticos” não entenderam nadinha do que se passou. Um deles é Ferro Rodrigues. Se já não é uma “criatura” que se preze, o actual Presidente da Assembleia da República podia ser mais contido, mais célere, enfim, mais institucional. Ficar calado, não estragar, somente. Só a sua presença é um elefante numa loja de porcelanas, o seu ar intrinsecamente boçal não lhe dá outro ar, é essa a realidade. Se eles já gozam connosco todo o santo dia, estando o País ferido com os incêndios, a nossa classe política podia ter mais recato. O Ministro da Defesa Azeredo Lopes, mais Azarado que outra coisa, disse que Tancos, no LIMITE, podia não ter existido. O senhor Ferro Rodrigues disse que foi um episódio cómico.

Ora, num contexto de mediocridade em que navegamos, todos querem saber do ciclo eleitoral e não do País, daí as idas a Palma de Maiorca de certos, vem um Presidente da Assembleia da República dizer que o roubo do que é o garante da segurança nacional, ainda por cima o que testa a incompetência da segurança de Tancos e logo do Estado, é algo cómico. É sim no mínimo cómico, como Ferro Rodrigues se mantêm no cargo. Se o Estado Islâmico tivesse o arsenal em mãos e o apontasse à Assembleia, gostava que o nosso cómico Presidente da Assembleia da República estivesse lá dentro para ver o quão cómico é a explosão de um míssil.

Se o roubo de um arsenal de armas é cómico para Ferro Rodrigues, o que será a Geringonça para o mesmo? Fica a pergunta ao Presidente da Assembleia da República. Dou lhe um conselho, tenha  vergonha na cara e demita-se. Haverá um cargo qualquer onde possa ter dinheiro no bolso, é só ligar ao seu parceiro e actual Primeiro-Minúsculo.

Mauro Pires

Anúncios

5 comentários em “Um Ferro míope”

  1. “Dou lhe um conselho, tenha na vergonha e demita-se. ”
    julgo que o na está a mais. Têm constantemente erros ortográficos validem os textos antes de escrever senão ninguém vos leva a sério.

    Curtido por 1 pessoa

  2. É uma vergonha nacional ter esta figura triste e nojenta como Presidente da AR e como tal 2ª figura de Estado.
    Boçal, seboso, sem presença, profere as maiores alarvidades… e poderia continuar a adjectivar, mas iria ficar aqui horas…!

    Curtir

  3. Já tem a certeza de que foi um roubo? Sabe quem foram os autores? Ferro Rodrigues, Azeredo Lopes? Informe-se! Prepare-se para receber as respostas no momento oportuno. Ou está pretendendo defendender alguém por antecipação, tentando envolver quem não tinha responsabilidade directa no assunto? Será que o ministro entregou a guarda dos paiois a algum boy? Ainda o senhor não teria nascido, no mesmo ano e em pleno consulado de Salazar, foi desviado um avião, tomado um paquete transatlantico, roubados milhares de contos a um Banco, além do assalto a um quartel. Que diria o senhor se fosse agora! Ainda sobre Ferro Rodrigues: Pode dizer-me qual o processo em que foi condenado? Sabe o que é um estado de direito? Que me diz p. ex. do suspeito envolvimento de Paulo Portas no processo dos submarinos?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s