Jorge Jesus foi professor de Português de António Costa, ora veja

21 comentários

 

 

É completamente indignificante para Portugal ter um Primeiro-Ministro que não saiba gramática básica e que qualquer cidadão, até com baixa instrução, sabe. Se Passos Coelho o fizesse faria o mesmo, se o Camarada Jerónimo o fizesse, algo improvável, também o faria e assim por diante. Não podemos ter políticos que em vez de dizer défice diga:” Badéfice” ou em vez de dizer população diga: ” pulação”, ou em vez de precariedade diga: ” precalidade”. Resumindo, que tipo de criatura temos como Primeiro-Ministro?

É que ainda por cima a maneira arrogante com que Costa trata qualquer agente político, como se fosse algum Rei Sol, a juntar a este “coisa” que demonstra a 100% o que Costa é, as pessoas ficam com medo como Costa se pode comportar em visitas a outros Países. Ou até a discursar em palcos internacionais como na ONU, já nos envergonhou. Pergunta, Costa é Primeiro-Ministro ou emplastro de Primeiro-Ministro? Costa é Primeiro-Ministro ou é algum humorista com diploma ao domingo? São perguntas legítimas para tais calinadas psicóticas e pontapés na gramática de bom tamanho.

A culpa não é da Amadora, Costa não nasceu lá, não é do ambiente envolvente, ele é trés chic, então onde ficamos? Só falta Jorge Jesus mas esse guarda a sua ciência só para ele. Conclusão prévia sem estudos científicos associados: Costa é um pândego.

Mauro Pires

Anúncios

21 comentários em “Jorge Jesus foi professor de Português de António Costa, ora veja”

      1. Porque não vai criticar o sr primeiro ministro sombra, eu acho que o Sr.PC ainda não deu conta que já não é pm.

        Curtir

  1. E se ele foi realmente professor, Antonio Costa tem muito mais valor … é q conseguiu ter um discurso fluente, rápido e substancial e eu q n gostava dele … tenham cuidado com os comentários levianos q fazem, n ensinem o padre nosso ao vigário, vão para a escola primária, desculpem, Ensino Básico , para n traumatizarem os alunos já tão traumatizados em cada …. e mais n digo ….

    Curtir

  2. Já basta de persistir nas tentativas de manipular a opinião pública. As suas narrativas são lixo.
    O que pode salvá-lo é já não ser jornalista, porque “genuinamente” assim nunca poderia ser considerado. É nítido, sofre de excessivo déficie de credibilidade naquilo que tenta escrever
    Vejo que aqui não tem palco, até doi a desconsideração dos comentários que recebe. É a lei do retorno no seu melhor.
    Até mesmo nas tentativas de humor é demasiado patético.

    Curtir

    1. Caro António não sou jornalista nem coisa parecida, sou economista e comento a realidade económica e política. Não posso agradar a todos, especialmente tendo um Primeiro-Ministro que fala tão mal e todos não queiram saber. É um povo de terceiro mundo, é a vida.

      Curtir

  3. Tanta gente a defender o idiota do monhè. Por aqui se vê porque é que Portugal estå no lodo. Mas os portugueses merecem está medriocridade. Parabéns!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s