Uma tabela que mostra dois anos deitados ao lixo

Nenhum comentário

Acho que já nem vale muito a pena estar a gastar latim, é precioso, para conceder qualquer tipo de adjectivos menos favoráveis, diga-se malcriados, a qualquer político português. Porquê? Porque eles pouco ou nada mudam, fazem nos de parvos, ou pensam que nós todos somos parvos ou somos alguns pombos que bicam o pão podre que eles mandam. Uma parte não é assim, outra é, porque o Estado lhes dá emprego e garantias que não perdem. Os funcionários públicos não tem culpa, culpa tem aqueles que lhes usam como arma eleitoral.

Nestes últimos dois anos perdemos a oportunidade de criar as bases para futuro, adoptar reformas que não tinham sido adoptadas, em vez disso temos um Primeiro-Ministro irresponsável que é equilibrado com um bom técnico que é Mário Centeno, com os seus defeitos e habilidades claro. Já repararam que todos, quase todos, os cronistas dos Jornais de referência falam a mesma coisa e se repetem quase todas as semanas? Ou seja, nós andamos numa quadratura do círculo, falamos sempre que Costa não faz reformas, mas tem crescimento, o défice diminui, a dívida bate recordes(já lá vou), e parece que andamos todos desesperados a justificar o sucesso, que não o é, do maior pilantra da história de Portugal.

Costa, hoje, faz o que nunca quis fazer, mas faz por obediência suprema ao que mais ama na vida: PODER, INFLUÊNCIA E DISTRIBUIÇÃO DE CARGOS, resumindo colocar a sociedade na rota do seu marxismo interior. Ele não tem vergonha, ele dá cambalhotas para justificar o que sempre quis e o que quer impedir, que Portugal seja um País livre das oligarquias, dos correctos, da maçonaria, dos Salgados desta vida. É isto que devemos de certo modo a Passos, não morro de amores por ele, mas entendo que a queda de Salgado podia ter sido o principio do fim das promiscuidades entre banca, política e negócios mas Costa quer  o Portugal da III República na mesma situação de lufa lufa lamaçal.

A aldrabice parvalhosa de Costa não acaba aqui, a subida do rating, injustificada para mim neste momento, afinal é só mérito seu. Agora as agências são fofas, belas e formosas já não são LIXO como Costa lhes chamou numa entrevista ao Jornal de Negócios( veja:  http://www.jornaldenegocios.pt/multimedia/negocios-tv/detalhe/costa_rating  ). Qualquer pessoa, não é preciso ser licenciada em economia percebe, que houve quem reduzisse o défice em 8% em 4 anos, quem colocou o País com saldos primários positivos( saldo orçamental excluindo-se juros), quem até, veja-se, reduzi-se a dívida pública em mais de 12 anos de continua subida de 130% do PIB em 2014 para 129% em 2015. Foi uma diminuição pequena, mas Costa fez melhor e continua a fazer magia, porque em 2016 a dívida voltou a aumentar tanto em valor absoluto como em valor relativo(percentagem).

Em 2017 a farra continua, a dívida pública desde que António Costa usurpou o poder aumentou mais coisa menos coisa como 18 mil milhões de euros. Repito 18 mil milhões de euros em 1 ano e 10 meses de governação como se pode ver pelos dados do quadro abaixo do Banco de Portugal:

gg.png
Período da posse até agora.

Depois temos a dívida pública descontando, líquida então, dos depósitos da administração central vulgo almofada financeira. Outro indicador preocupante que nos mostra uma subida de 17 mil milhões de euros nesse mesmo período:

gggg
Dívida pública líquida da posse de Costa à actualidade.

E chegando até aqui… Está tudo bem? O défice é o mais baixo de sempre e a dívida está a bater recordes, e temos agências de rating que já nem olham para o longo prazo, sim longo prazo, porque sem medidas estruturais não vamos crescer este foguetório de 2,8% em termos reais que aconteceu no 1º semestre deste ano. O défice vai descer nos próximos anos? Com as pressões orçamentais de Jerónimo e Catarina juntamente com os problemas de despesa pública que temos prevejo que não a não ser caro leitor que haja aumentos de impostos! Isso já é outra caldeirada. A dívida pode ficar este ano nos 128,5%? Pode! Mas porque o Governo vai usar a almofada de liquidez que tem para mascarar o monstro estatisticamente mais uns tempos, para o ano voltará a subir quer em termos de rácio(total de divida a dividir sobre o PIB do País que se traduz em %), quer em termos quantitativos ou absolutos(dinheiro, aquilo que está nos quadros acima). As agências não esperaram pelo OE de 2018, foram irresponsáveis.

Resumindo, o rating subiu? Deve-se a maioritariamente ao esforço pornográfico do povo português durante quatro anos de ajustamento e à perseverança de Passos Coelho. Costa? agradeça ao tino de Centeno que é o seu seguro de vida, pois este converteu o Anti Austeridade Costa Tsipras em fofo rigoroso cativações bem como ao irresponsável Mário Draghi do BCE que está a criar uma bolha no mercado de dívida. Sim caros leitores, hoje discutimos os méritos ou deméritos de Costa, já não discutimos o País, esse fica para depois das eleições Alemãs, que Merkel ganhará folgadamente.

Porca Miséria.

Mauro Pires

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s