A culpa é do Passos

Qualquer pessoa move-se por interesses pessoais e com objectivos profissionais. O dia 4 de Outubro de 2015 marcou a forma mais negra de o atingir, já percebemos e sabemos a história da subida ao poder do maior usurpador de Portugal de sempre. António Costa não quis subir ao poder não só por vontade própria, mas também por interesses externos à sua eterna parvalhice. Portugal é um País de gente ingénua, trabalhadora mas muita virada para a sua vidinha. Pode algum agente político assaltar-lhe a carteira com um cardápio de taxas que ninguém se chateia, ninguém fala e ninguém grita, só nas tascas de café.

Costa foi a jogo para dar de comer as Hienas esfomeadas, esfomeadas de dinheiro dos outros, de rentismo, da pobreza alheia e da mediocridade geral. Alimentar as clientelas é símbolo de reforço de poder do partido da bancarrota, mas é a queda de outros, é a queda do País, que anda a deriva numa caravela de remendos em que temos dois capitães de serviço: Um que continua a fazer buracos e outro que retira a água e remenda, mas o outro continua a esburacar mais esse é Costa. Quem remenda tem que ser atirado aos tubarões, Mário Soares lembra-se desta frase, só que o remendador, pedreiro e fascineiro tem nome, muitos gostam, outros detestam, outros são pragmáticos e vem que é o melhor para o País no meio de tantos anões das duas alas políticas.

Depois de atingido o objectivo de capturar o País, é a vez de deitar fora quem o pode salvar, Costa quer tirar Passos da liderança do PSD der por onde der, nem que tenha que utilizar e telefonar aos jornais do seu partido para que aumentem a propaganda e o barulho. Entre socialismo e alguém que tentou ser diferente do habitual da podridão instalada neste País prefiro quem inove, não em palhaçadas, mas que tente mudar o estado de coisas com seriedade e serenidade coisa que Costa não tem. Os derrotados tem medo de vencedores, é factual caros leitores é factual. Quem não incomoda deixa-se estar, quem incomoda é para criar barulho em volta do mesmo, a táctica é moribunda e cínica, tal como o comandante que executa tal estratégia, António Costa.

A culpa é de Passos Coelho se vier um tsunami . Podem cair meteoritos que a culpa é de Passos Coelho, o SIRESP falha a culpa é de Passos Coelho, a dívida pública sobre para níveis estratosféricos e a culpa é do Passos, o novo slogan para as Autárquicas de Costa é: ” A culpah é do Passus”, frase ortograficamente mal escrita, tal como todas as palavras gramaticalmente mal ditas do actual “Primeiro”- Ministro.

Passos Coelho não é espectacular, não é a última gota de água do deserto, mas volto a dizer o que digo há anos: É DECENTE. Digam-me um político DECENTE em Portugal nos últimos 43 anos à excepção de Sá Carneiro? É raro não é? Pois, conservemos a decência, ao menos isso! Porque neste momento é um bem que não existe nesta mixórdia governamental.

Mauro Pires

 

Anúncios

2 comentários em “A culpa é do Passos

  1. “Portugal é um País de gente ingénua, trabalhadora mas muita virada para a sua vidinha.” Concordo com tudo o que escreveu, excepto com este ponto, pois no meu ver, se isso fosse verdade não teríamos tanto socialismo neste país e seríamos mais liberais. Por isso posso concluir que neste país há muitas pessoas mais interessadas na vida dos outros e como resultado muita inveja.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s