A Horta de Basílio

Cada político português tem a sua horta, agora é mais individual, ou melhor, nem é sua, apropria-se da horta verde do Zé, vamos fingir que não é dinheiro, e depois faz a festa típico do político caviar português, mais caviar de Camaleão, porque o Camarada Basílio conhece a prática camaleónica como ninguém, agora já não é partidária, o Basílio Horta tem o verde da Horta, mas entenda-se o verde por somos interessantes de €€€€.

Já estamos habituados ao desastre que é a política portuguesa, dos “lapsos”, dos “esquecimentos”, das culpas que são dos outros, a nova versão portuguesa que o Costa tanto gosta:” A culpah é du Passus”, ninguém quer assumir responsabilidades, porque além de não serem responsáveis não fizeram mais nada na vida além das jotas e da formatação típica partidária. Se, como falei, não querem saber do Isaltino, as praias é o que interessa, ninguém quer saber do Camarada Basílio, porque, além de ser uma criatura desinteressante, os tremoços falam mais alto. Não interessa se o Camarada Basílio teve um “lapso”, nas suas declarações de rendimentos entregues ao Tribunal Constitucional, se afinal não eram 5,6 mil euros mas era 5,6 milhões de euros só 100 vezes mais.

Não, o Camarada Basílio não fez por mal, foi tudo obra do vigário, esse já está morto, mas Basílio não, e ainda vai a tempo de desistir da sua candidatura a Sintra, talvez os cofres da Cidade não estejam assim tão seguros, bem, com nenhum socialista nenhum cofre está protegido, mas o Basílio é mais fofo, o fato de Camaleão fica lhe bem. Às armas Basílio!

Mauro Pires

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s