PCP, um Partido Terrorista

Já aqui tinha feito um artigo sobre a colagem, mais que extrema, do PCP ao Regime Totalitário de Maduro. O PCP, que se diz um Partido democrático, contra os “extremistas” de direita, apoia um regime sanguinário que só gosta(usa?), dos que colocam o voto na cabine. Mas o terrorismo do Partido que é fofo por fora e diabo por dentro não fica por aqui. O grande e democrático PCP, os mais velhos lembram-se, contribuiu para a desgraça que é hoje o tecido produtivo português e a sua falta de competitividade. O PREC do PCP e as suas nacionalizações, acabaram com muitas empresas portuguesas com capital e com capacidade de reinvestir na economia, o nosso declínio acentuado começa ai.

Os maiores parasitas do burgo são os sindicatos, não protegem os direitos dos trabalhadores, trabalham para que, a longo prazo, estes não tenham trabalho ostracizando a empresa sufocando-a até se deslocalizarem de vez. Olhemos para o caso da LISNAVE, empresa de construção naval que se situava em Lisboa na margem sul do Tejo. Foi nacionalizada pelo PCP aquando do PREC, fechou, levou milhares para o desemprego dando a tacada para a queda da industrialização da margem sul do Tejo, veja-se o caso do Barreiro, que cuja passado é industrial e que o PCP deseja apagar, pois foi ele que o destruiu. A LISNAVE hoje situa-se em Setúbal, é de capital privado, produz e distribui os seus lucros pelos trabalhadores. É isto que o PCP não gosta: PROGRESSO, MERITÓCRACIA E TRABALHO.

Agora é a vez da AutoEuropa, que veio digamos que a pedinchas do Governo Português que subsidiou a vinda da Empresa. Teve resultados claramente positivos e compensou o investimento, mas vamos a contas: Uma empresa que tem um regime cooperativo de negociações entre trabalhadores e sindicatos, ou seja, negociações directas entre trabalhadores e empresa sempre deu certo e contribuiu para a paz da empresa e o seu crescimento. Os trabalhadores da AutoEuropa ganham bem, mas trabalham e existe suor para isso, ganhar mais 175€ por mês e mais dia de trabalho é mau para os sindicatos destruidores de riqueza, mas é pior para Portugal, talvez a Volkswagen se farte, se isso acontecer, agradeçam ao PCP, ao tio Jerónimo e a todos os invejosos do dinheiro alheio. Simplesmente pândegos.

Mauro Pires

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s