Lacerda não é Machado, é socialista!

O Kamarada Lacerda podia ser, efectivamente, da “Famiglia” de Carlos César. O Imperador do Império do meio, das negociatas públicas socialistas, obteve com toda a certeza tais hábitos de um Rei absoluto de algum Khadafi desta vida, ou até, de algum passarinho que tem numa rotunda da Amadora uma homenagem ás suas asas celestiais. Agora imaginem Passos Coelho a fazer isto?! Não era a barafunda geral?! O novo capitalista da área 51 de Lisboa, o douto Louçã, até cuspia postas de Estaline para insultar Passos. O que um tacho faz…

Seja Lacerda do PS , seja Miguel Frasquilho do PSD ou outro qualquer, usar as empresas públicas do Estado, e estas nem deviam existir, para colocar la os seus boys de serviço não sei como nos chamam um País de “primeiro Mundo”, porque sinceramente nestas questões não o somos. O imbróglio socialista, da esquerda à direita, é muito mais profundo que este. Temos que primeiro começar na Maçonaria e explorar o conjunto de teias entre, os maiores partidos portugueses, e perceber que isto é só uma ponta. Lacerda era para ir para a CGD, não conseguiu, teve que ir para a TAP. É para isto que os socialistas de esquerda e direita querem manter certas empresas na esfera do Estado. Se não for assim, temos que colocar um Jorge Coelho na Mota Engil, um Catroga na EDP, um Lacerda na TAP e um Santos Ferreira no BCP. É isto que é infelizmente a democracia portuguesa, um manto de retalhos muito mal feita com políticos de calibre a desejar o pântano.

Em Portugal temos outro problema, que tenho abordado aqui no blog insistentemente: Não temos direita em Portugal. Bola, nicles simplesmente zero. Existem gatos pingados envergonhados, mas não passa disso. Passos Coelho é muito bem intencionado, é esforçado e determinado, mas não pode fazer tudo sozinho e já sabemos que em Portugal um Primeiro-Ministro que vai, contra os Lobbys, que tipo de tratamento tem. O Portugal dos interesses, das cunhas, do conhecido e do “coiso”, tem que acabar de vez. Não é simples mudar hábitos de um povo, que uma parte é assim, repito um parte, não generalizemos, que depois são o espelho da classe que temos no parlamento. É perigoso, muito perigoso, em pleno século XXI, que Portugal tenha 3 partidos de extrema esquerda: PS+PCP+BE. Sim, o PS é de extrema esquerda, vamos colocar de lado o politicamente correcto bacoco do jornalismo português. É isto que impede a mudança: LITERACIA. Um socialista aproveita-se do próximo quando este é ignorante, e infelizmente uma parte do povo português de literacia financeira e política não tem nenhum. É assim que caímos no engodo, mas ainda há esperança. Houve 38,5% da população que teve juízo e foi uma maioria! Relativa, mas maioria.

A César, a Lacerda, a Frasquilho e aos socialistas de esquerda e direita desta vida, não basta serem sérios, têm que deixar de ser socialistas.

Mauro Pires

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s