Fátima

D0023864

 

Há quem diga que é uma farsa e que nossa Sra. só apareceu na cabeça de Lúcia, outros tem a maior fé no Mundo num dos maiores fenómenos católicos de sempre, também há quem diga que Fátima não é fenómeno Católico, mas o que interessa verdadeiramente é o factor união entre povos, raças, culturas e religiões diferentes num acontecimento que actualmente, ninguém viu, mas é tão poderoso que já transcende 100 anos. É bom relembrar aos mais esquecidos que Afonso Costa, Presidente da República de Portugal na instável Primeira República, disse que queria acabar com o Catolicismo em Portugal e que daqui a 3 gerações, deixaria de existir o catolicismo em Portugal. Afonso Costa era Maçon, inimigos permanentes do Catolicismo não admira o objectivo de Afonso, o País estava tenso e à beira de uma guerra civil, estando igualmente noutra guerra, a Primeira Guerra Mundial, lançar caos no próprio caos era a altura certa no ponto de vista dele.

O fenómeno de Fátima conseguiu salvar o País da guerra civil e eliminar certas tensões, não que individualmente Maria tenha feito algum acto de especial, mas o seu próprio aparecimento deu origem ao factor estabilização, afinal, não é todos os dias que a mãe de Jesus Cristo aparece em terras lusas, o fascismo de Afonso Costa era eliminado e a perseguição ao Catolicismo terminara, entretanto anos depois, vem a ditadura militar e a Ministro das Finanças António de Oliveira Salazar, que em 1932 diz que Fátima o queria no poder, óptima maneira de colocar o povo no mão, mas já aqui se via o tamanho do fenómeno.

Dos Papas que visitaram Fátima, dando mais credibilidade ao acontecimento, João Paulo II foi o mais marcante quer pelo seu carisma e afectividade quer pela sua ligação intensa e, que demonstrava, a Fátima, veio 3 vezes o que só demonstra que a Igreja Católica considerava e considera Fátima como um altar do Mundo, e o santuário Mariano mais importante. Com a vida de Francisco ontem e parte de hoje, a emoção foi a mesma, é difícil de explicar o amor a Fátima, seja crente ou não crente no catolicismo. Muitos gostam e não gostam de Francisco, como as pessoas do centro político, não sou carne nem peixe, não desgosto de Francisco, mas algumas declarações dele agradam-me outras fazem-me considera-lo um Papa socialista.

Mas deixando a parte política Papal, vamos descascar a nacional, esta não é uma visita de Estado. Quando muito, até se pode compreender e aceitar a presença de Marcelo, sem , como Presidente e Chefe de Estado da Portugal e na qualidade de católico. Mas as presenças de António Costa e de Ferro Rodrigues , são um acto da mais vil hipocrisia, pois são ambos ateus, agnósticos,  perante o catolicismo, e ambos maçons, sim maçons, que é uma organização considerada herética, e classificados como inimigos da igreja católica, considerando ainda o obscurantismo desta. E assim sendo, e porque oficialmente não se justificou estarem, ali em representação oficial da nação, só o fizeram como manobra abjecta e hipócrita do mais puro oportunismo populista, político e eleitoralismo. Falam do populismo Europeu da “Extrema Direita”, e a Extrema Esquerda? Não a faz? Dois pesos e duas medidas? O Papa Francisco teve um grande estômago.

Mauro Pires

PortugalGate já tem página de facebook! Siga-nos mais facilmente: https://www.facebook.com/PortugalGate-1731269987184043/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s