A razão de Wolfgang Schäuble

O polémico Ministro das Finanças Alemão,Wolfgang Schäuble,  teceu um comentário sobre Portugal dia 15 de Março que a Oligarquia Portuguesa não gostou. Schäuble disse que :« Certifiquem-se que de que não será necessário outro programa de ajustamento», Marcelo Rebelo Contente e António Feliz da Costa desataram a mordiscar o ministro, afinal, o País não está assim tão “descrispado”. Mas será que Schäuble tem razão? Num casamento a 19 Países que partilham a mesma moeda única, qualquer um tem o direito a avisar o parceiro que as suas asneiras tem influência na sua casa, ora, a Alemanha  é o maior contribuinte Europeu do ex e futuro resgate Português, como outros Países que contribuem mais para o FEEF como a França, Holanda ou até Espanha. Além disso, Schäuble tem razão para estar, no mínimo, desconfiado, pois, existem sérias dúvidas que o défice português em contabilidade nacional(óptica dos compromissos), seja de -2,1%. Contando com o perdão fiscal, o corte no investimento público no orçamento retificativo devido ás pressões de Bruxelas em 2016(” http://observador.pt/2016/02/02/bruxelas-pressiona-pede-medidas-bom-senso-portugal/ “), e a reavaliação de ativos o défice pode muito bem ter ficado acima dos 3%. Em 2º lugar, se é o défice mais baixo da história da democracia , como se explica a súbida da dívida pública em 10 mil milhões de euros em 2016? Será que atirar a despesa para a dívida(ou seja maquilhar as contas), não devia ser um tique Socrático enterrado? Os mercados sabem fazer contas, são pragmáticos sobretudo, a escalada das yields a 10 anos desde que António Costa subiu ao poder de 2,3% para 4,1% no espaço de 1 ano e meio, é obra, e o spread face à divida Alemã, aquele que mede o risco do País, também aumentou significativamente. O , desejo de poder de um Homem,  é capaz de arruinar um ajustamento de 4 anos de penosos sacrifícios do povo Português, um Governo dependente de um Banco Central Europeu para a sua sobrevivência mostra bem o buraco em que caímos. Mas no final, como sempre, a culpa é de Passos Coelho.

P.S: O PortugalGate já tem página de facebook! Siga-nos mais facilmente:  https://www.facebook.com/PortugalGate-1731269987184043/

Anúncios

4 comentários em “A razão de Wolfgang Schäuble

  1. É que não é questão de soar mal, são 2 coisas diferentes!!! Os abortos do acordo não tiveram em conta a diferença, foi meia bola e força, toca a cortar as consoantes que eles acham que não têm função nenhuma.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s